Política

Prefeito de Lastro diz que encontrou o município sucateado e com débito de quase 2 milhões de reais

06/01/2016

O prefeito constitucional de Lastro no Sertão da Paraíba, Athaide Gonçalves Diniz,  em entrevista prestada na tarde desta sexta-feira (06) à uma emissora de rádio da cidade de Sousa, afirmou que o ex-prefeito Wilmenson Emanuel Mendes Sarmento, deixou um débito entre contas a pagar, INSS e folha de pagamento de quase dois milhões de reais.

 

Mesmo com o desmando administrativo encontrado, Athaide disse que a equipe está  trabalhando com intuito de efetuar o pagamento do mês de dezembro aos funcionários efetivos deixado pela antiga gestão.

 

Segundo ainda o atual prefeito, o município se encontra em um caos, com órgãos públicos sucateados, um veículo não foi devidamente entregue, outros se encontravam na cidade de Sousa e tiveram que serem rebocados, e alguns com licenciamento em atraso. Outro sério problema relatado por Athaide foi a questão do único médico efetivo do município que ingressou com pedido de licença prêmio de três meses, que segundo o prefeito foi um dos poucos funcionários que recebeu o salário dos mês de dezembro, mas mesmo assim se afastou, deixando a população prejudicada.

 

De acordo ainda com informações, a atual gestão juntamente com a parte jurídica irá fazer um inventário com todos os bens encontrados no município que será entregue ao Tribunal de Contas do Estado e ao Ministério Público para serem adotadas as medidas necessárias ao caso e possivelmente o ex-gestor poderá responder pelo crime de Responsabilidade e Improbidade Administrativa.

 

Da Redação

Comente

Copyright © Sertão Informado 2005-2016. Desenvolvido por Thiago Formiga