Tecnologia

Estudante cria máquina que vende camisinha, teste de gravidez e pílula do dia seguinte

25/04/2017

Um estudante da Universidade de Califórnia decidiu usar a praticidade das máquinas de venda automática para facilitar o acesso dos alunos a camisinhas, pílulas do dia seguinte e testes de gravidez. Parteek Singh idealizou o projeto por dois anos e conseguiu instalá-lo este mês no centro de recreação do campus, que fica aberto quase o dia todo.

 

Uma ideia ainda mais importante, segundo ele, porque o centro de saúde funciona apenas no horário comercial. Singh começou o projeto ao ver o desespero de uma amiga que não conseguia encontrar, com urgência, uma "pílula do dia seguinte". Agora, a máquina disponibiliza o medicamento ao preço de US$ 30 (equivalente a R$ 90).



Para o estudante, o acesso automático ainda ajuda os consumidores que estejam nervosos ou envergonhados de revelar a um atendente de farmácia a sua urgência.
"É apenas uma máquina. Não vai te olhar estranho ou qualquer coisa do tipo", explicou o idealizador ao canal KCRA.

 

O projeto, no entanto, não é inédito no país: outras três universidades americanas dispõem máquinas com produtos sexuais e contraceptivos aos alunos. A ferramenta ainda oferece produtos de higiene feminina, remédios para alergia e para dor.



A Universidade da Califórnia hesitou em bancar o projeto de Singh. Negou, em princípio. Depois, reavaliou que os alunos se beneficiariam do menor risco de gravidez indesejada.

 

Agência O Globo

Comente

Copyright © Sertão Informado 2005-2016. Desenvolvido por Thiago Formiga