EDUCAÇÃO

Inep troca institutos que aplicarão provas do Enem 2017

29/06/2017

 

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou a troca dos responsáveis pela aplicação e correção das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017. Antes, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação, Seleção e Promoção de Eventos (Cebraspe) ocupava as funções, que passarão a ser do consórcio entre a Vunesp, a Cesgranrio e a Fundação Getúlio Vargas.

 

A Vunesp ficará responsável pela correção das redações, enquanto a FGV e a Cesgranrio cuidarão das provas de Linguagens, Ciências Humanas, Matemática e Ciências da Natureza.

 

 

Enem 2017

Foram registrados 7.603.291 inscritos no exame deste ano, dos quais 6.731.186 estão confirmados, um total de 88,5%. O número de inscritos confirmados é consideravelmente menor do que o do ano passado, que teve 8,6 milhões de candidatos.

 

A redução já estava prevista pelo MEC, devido às mudanças que o exame terá a partir deste ano – destacadamente, o fim da concessão de certificação do ensino médio pelo Enem, que voltará a ser feita através de exame específico.

 

Mudanças no Enem

O exame passará a ser aplicado em dois domingos seguidos (em 2017, as provas serão em 5 e 12 de novembro). Além disso, a ordem das provas será alterada: no primeiro domingo, dia 5, serão aplicadas as provas de Linguagens, Ciências Humanas e Redação, com 5h30 de duração; no segundo domingo, dia 12, serão aplicadas as provas de Matemática e Ciências da Natureza, com 4h30 de duração. A mudança do exame para domingo normaliza a prova para os sabatistas, que tradicionalmente tinham de esperar até as 19h do sábado para iniciar a prova.

 

O Enem também não servirá mais para certificar o ensino médio, função que voltará a ser do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

 

Guia do Estudante

 

Comente

Copyright © Sertão Informado 2005-2016. Desenvolvido por Thiago Formiga