SOUSA

Prefeitura e Delegacia da Mulher realizam manifestação sobre violência contra a mulher

25/11/2017

A Prefeitura Municipal de Sousa, através da Secretaria de Assistência Social, em parceria com Delegacia da Mulher da Polícia Civil e outros órgãos, realizou nesta, sexta-feira (24), uma mobilização com o tema a "Violência contra a Mulher". Os manifestantes percorreram a principal avenida da cidade, com ato sendo finalizado no Calçadão, no Centro da cidade. 

 

A programação consistiu em discursos que enfatizaram o assunto, ainda aconteceu esquete teatral que abordou o tema com o “A Violência Contra a Mulher”. 

 

Para a Secretária de Assistência Social, Johanna Estrela, o evento teve por objetivo chamar atenção para o problema de violência contra a mulher. "Estamos à disposição para parcerias, nossa missão também é apoiar essas campanhas que chamam atenção da sociedade”, disse a secretária.

 

De acordo com a delegada da Mulher, Yvna Cordeiro, a manifestação foi é em prol dos 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a mulher, que é uma mobilização anual, praticada simultaneamente por diversos setores da sociedade civil e poder público engajados nesse enfrentamento. No Brasil, a Campanha acontece desde 2003 e, para destacar a dupla discriminação vivida pelas mulheres negras, as atividades aqui começam em 20 de novembro, Dia da Consciência Negra.

 

Ainda conforme a delegada, como em vários lugares, em Sousa também tem um alto índice de problema de violência contra a mulher. Segundo ela, ao registrar o boletim de ocorrência em uma delegacia, a mulher pode entrar com uma medida protetiva sob a Lei Maria da Penha que obriga o agressor a se manter longe dela. "A PM acompanha as mulheres que estão sob medida protetiva para fazer com que tenha efeito de fato", explica. Caso o agressor viole a ordem judicial, é preciso fazer um novo boletim de ocorrência, que pode resultar na prisão dele. A violência contra mulher atinge a todos, a denúncia pode ser feita por qualquer um e de forma anônima”, explicou.

 

Os servidores do O Centro de Referência de Assistência Social (Cras), participaram ativamente do manifesto. Para chamar atenção sobre o problema da violência, foram usados faixas e cartazes.  

 

Alessandra Braga, coordenadora do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), também participou do evento e destacou a parceria da Gestão Municipal, Delegacia da Mulher e demais órgãos envolvidos. 

 

SECOM

Comente

Copyright © Sertão Informado 2005-2016. Desenvolvido por Thiago Formiga